9 características indispensáveis a um gerente de projetos de sucesso!

7 minutos para ler

O gerente de projetos é um profissional capacitado para executar e gerir planejamentos estratégicos e de negócios dentro da empresa, além de ser responsável por definir metas e objetivos conforme o que se deseja ser alcançado. É ele quem avalia o melhor método para executar o projeto, visando a melhoria dos resultados e a cooperação da equipe.

A gestão de projetos é uma das tendências profissionais, consequentemente, os colaboradores da área estão sendo cada vez mais requisitados para o sucesso dos processos internos. O objetivo é analisar métricas, perceber gargalos operacionais e planejar maneiras de evitá-los, além de identificar fatores que influenciam o desempenho dos colaboradores.

Com essas habilidades, o gerente de projetos consegue traçar o melhor caminho para o crescimento do negócio. No entanto, para ser um gestor de projetos de sucesso, é importante saber as características primordiais desse profissional. Continue a leitura e descubra quais são elas!

1. Disciplina

O primeiro passo para se tornar um bom gerente de projetos é ter disciplina. Afinal, grandes responsabilidades cairão sobre esse profissional, e não há como se organizar e administrar de forma apropriada um projeto sem ser uma pessoa disciplinada. É preciso ter foco e saber gerenciar o tempo para gerir muitas atividades e guiar toda a equipe.

Uma dica é contar com ferramentas de gerenciamento, mas dedicação e organização também são fundamentais para dar conta do recado.

2. Visão holística

Ter uma visão holística significa olhar algo de modo completo, sem grupos ou fragmentos. Um gerente de projetos precisa ter o mindset empreendedor para enxergar a empresa como um todo, conhecendo processos de negócios e particularidades para propor soluções a partir disso.

É essa capacidade analítica que permite relacionar todos os aspectos e departamentos em função de um bem comum, trabalhando em conjunto e mostrando a força dessa união. Quando isso não acontece, a comunicação entre as áreas pode se tornar falha e a motivação das equipes e dos colaboradores pode fracassar, já que não entendem o verdadeiro papel que possuem na empresa.

3. Comunicação

Saber lidar com as pessoas é uma das características desse profissional. A comunicação estratégica entre o gestor e a equipe deve ser efetiva, direta, clara e transparente. Assim, os processos são feitos dentro do esperado e da melhor maneira possível. Nesse caso, quando falamos em comunicação, não é apenas transmitir a informação, mas também saber absorvê-la. Na gestão de projetos, a comunicação não é uma via de mão única, é importante buscar o diálogo e incentivar a troca de opiniões e ideias.

4. Liderança

Muitos profissionais desejam ser chefes, quando deveriam querer se tornar líderes. Qual é a diferença entre eles?

O primeiro costuma ser uma pessoa autoritária, que delega tarefas e espera que os resultados sejam cumpridos. Assim, não há diálogo nem parceria entre as partes. Já o segundo tem grande poder de persuasão e conquista o respeito da equipe, propondo companheirismo e incentivando o desenvolvimento constante dos profissionais.

Um líder de sucesso sabe motivar o grupo de maneira natural e conhece os membros da equipe, de modo a incluí-los nos projetos ideais para cada um. A proposta é ter um ambiente de trabalho mais rentável e saudável para alcançar as metas.

Também é papel dele dar feedbacks constantes e construtivos, a fim de mostrar os pontos positivos e os que precisam ser aperfeiçoados.

5. Organização

O gerente de projetos não pode cometer erros por conta de má organização. Quando isso acontece, pode gerar atrasos e causar uma queda no desempenho dos colaboradores. Além de uma dificuldade de seguir operações e metodologias, prejudicando o andamento do processo. Por isso, é fundamental ter o controle total de questões como prazos, custos, datas, metas e objetivos, evolução de escopo e níveis de produtividade.

Muitas vezes, o profissional precisará gerenciar mais de um projeto ao mesmo tempo e, se a organização não for uma de suas maiores qualidades, pode enfrentar alguns problemas.

6. Poder de negociação

A negociação está presente no dia a dia do gerenciamento de projetos, em acordos com os clientes e na gestão de conflitos da própria equipe. Isso porque saber mediar os interesses dos clientes e fechar acordos apropriados para todas as partes envolvidas são habilidades essenciais para esse profissional.

Um gerente de projetos de sucesso deve ter pulso firme na hora da negociação, assim como flexibilidade para manter uma relação amistosa e satisfatória para ambas as partes. A falta dessa característica pode fazer com que o profissional ceda facilmente às pressões internas e externas, ocasionando problemas significativos em todo o projeto.

7. Gestão de crise

Primeiramente, podemos chamar de crise tudo aquilo que faz com que o projeto não siga a trajetória inicial da forma adequada. Ela pode envolver os clientes, os colaboradores, as questões técnicas ou, até mesmo, alguma particularidade dentro da empresa que está desenvolvendo o projeto.

Por esse motivo, um bom gestor de projetos precisa estar pronto para lidar com a crise, buscando os melhores meios possíveis para solucionar os problemas e transformar condições adversas, sobretudo com o auxílio da equipe.

Lembre-se de que, nesse momento, as habilidades de comunicação e de organização serão primordiais para contornar os momentos difíceis e tomar atitudes mais apropriadas para resolver as adversidades.

8. Perfil analítico

Para saber qual é a melhor estratégia que deve ser tomada, o gerente precisa analisar informações. O perfil analítico não se trata apenas de observar dados e números, mas também de avaliar os prós e os contras na hora de realizar uma negociação ou tomar qualquer decisão.

Um gestor de projetos que tem um perfil analítico ameniza as chances de falhas no percurso. Além de garantir vantagens por coletar os dados mais pertinentes e, consequentemente, por usá-los a seu favor para evitar futuros problemas. Sem dúvida, essa análise facilita as estratégias do negócio.

9. Aprendizado constante

Sabe-se que, além das habilidades apontadas acima, para se tornar um gestor de projetos de sucesso, é primordial buscar o aprimoramento constante e desenvolver as habilidades apresentadas neste texto.

E isso pode ser adquirido por meio de conhecimentos técnicos e de experiências na rotina de trabalho de gerenciamento. Dessa forma, o profissional deve se manter atualizado em sua área e estar aberto a novos conhecimentos. Algumas qualificações, por exemplo, não podem faltar no currículo para que o profissional esteja a par das tendências da área e possa implementar melhorias no negócio.

Além disso, esse profissional também pode assumir o cargo de gerente do escritório de projetos (PMO) ou gerente de portfólio. Nesse caso, o ideal é buscar um aperfeiçoamento na área, como um curso de Pós-graduação em Gestão de Projetos, que tem o objetivo de formar profissionais capazes de gerenciar metodologias ágeis de gerenciamento e, consequentemente, acelerar o crescimento das organizações. Lembre-se que bons profissionais planejam sempre se qualificar e atender às demandas do mercado!

Se você deseja ficar atualizado com mais conteúdos como este, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber tudo na sua caixa de entrada e acompanhar as novidades!

Compartilhe!

Posts relacionados